Explicando a WCAG!

Entender a WCAG (Web Content Accessibility Guidelines) pode parecer complicado em um primeiro momento, mas acredite, é mais simples do que parece. Tudo não passa de heurísticas para o bom desenvovimento de um produto ou serviço digital e a ideia deste conteúdo é explicar cada um dos critérios de sucesso apresentados no Guia de Consulta Rápida.

Os posts abaixo representam postagens do Instagram de Marcelo Sales link externo (o autor deste material e guia). Todas as postagens originais possuem descrições de conteúdo e alternativas em textos para o seu correto entendimento. Além disso, nesta página, haverão mais links explicativos para cada um dos critérios de sucesso.

Explicando a WCAG em 70 dias... ou quase isso...

Essas postagens fazem parte de um projeto intitulado "Explicando a WCAG em 70 dias (ou quase)", cuja ideia é a de explicar cada um dos critérios de sucesso com posts diários totalizando cerca de 70 dias aproximados com a explicação de todos os 78 critérios atuais da WCAG.

Importante: Essa página pode não ter a mesma periodicidade de publicações do Instagram, no entanto caso queira comentar algum dos posts ou obter as atualizações diárias, siga meu perfil no Instagram link externo e faça isso diretamente na plataforma.

Dia 0 - WCAG Explicada

Esse é um post para iniciar a série e nele explico como é organizada a WCAG e como fazer uso adequado dela.

Neste post é iniciado a série "WCAG explicada em 70 dias!" e nele conto primeiramente como é organizada a WCAG e como você pode fazer uso dela em seus projetos digitais (ou não, pois pode-se adaptar os conceitos).

Pontos relevantes do post:

  • É correto dizer que a WCAG é a "pedra fundamental" para se ter um produto ou serviço digital com uma experiência impecável para todos, mas não esqueça que ela é apenas a base...
  • O maior motivo de um produto não esstar acessível é por que a equipe não levou em consideração a base.
  • Perceptível, Operável, Compreensivel e Robusto são os 4 princípios que formam a WCAG.
  • Níveis de criticidade diferentes para cada critério de sucesso são divididos entre A, AA e AAA. Para se ter uma acessibilidade mínima aceitável, você precisa atender todos os critérios dos níveis A e também AA.
  • Acessibilidade digital é uma ciência complexa... entender o funcionamento da WCAG vai te abrir um leque de possibilidades que provavelmente você sequer imaginava existir.

Links citados no post:

Links de referência (além do post):

Dia 1 - Esquenta: Como pensar (também) nos idosos em seus projetos?

Neste post explico o relacionamento da WCAG com as (possíveis) necessidades de idosos ao interagir com interfaces atuais.

Até o inicio das postagens iniciais e explicativas dos critérios de sucesso farei outros posts relacionando o uso da WCAG para diferentes situações. Hoje o relacionamento é para o público idoso.

Pontos relevantes do post:

  • Frase em inglês de Don Norman: “Old people are cool, design for them sucks!“ - Tradução livre: “Os idosos são legais, o design para eles que é uma merda!”
  • Você também vai envelhecer! Segundo dados do IBGE, no Brasil o número de pessoas com mais de 65 anos é em 2020 (9%), será em 2040 (17%) e em 2060 (25%) e segundo a OMS, no mundo em 2050, uma em cada cinco pessoas terá mais de 60 anos.
  • Nielsen diz "a partir dos 25 anos, o tempo que um usuário precisa para concluir uma tarefa aumenta em 0,8% ao ano" e tem uma pesquisa bem completa sobre o público idoso.
  • Mas então, por que ainda continuamos a não pensar em idosos nos projetos? Simplesmente porque falhamos em não cumprir a base! (que significa cumprir os padrões mínimos da WCAG)
  • O pensamento sempre deve ser "para todos". Não se deve limitar a aplicação de acessibilidade a um nicho específico, pois fatalmente você irá aplica-la de forma parcial atendendo a algumas questões, porém deixando de lado outras.

Links citados no post:

Links de referência (além do post):

Acesse o Guia de Consulta Rápida...

Se você chegou direto a esta página, saiba que ela faz parte do Guia de Consulta Rápida da WCAG.

Este material faz parte do projeto Acessibilidade Toolkit link externo, cuja ideia original é disponibilizar todos os critérios de sucesso de forma simplificada e em formato de cartões manipuláveis.